sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

A terceira margem do rio


Uma das sedes da minha faculdade fica numa avenida chamada The Strand. Literalmente, "A Margem". O caminho que liga a City, a Londres original, à cidade de Westminster, onde fica o Palácio de Buckingham, o Big Ben, o Parlamento e tantos outros cartões postais. O poder que deságua no dinheiro, seguindo os fluxos do rio Tâmisa...

A Margem já não é a mesma dos tempos antigos. Os Vitorianos, na busca por mais espaço, aterraram uma parte da área, que hoje se chama Embankment. Nos tempos áureos, a avenida teve a fama de ser "A mais bonita da Europa", com mansões suntuosas onde viviam os bispos e nobres, gastando fortunas e exercendo o poder aristocrático sobre a plebe. Isso do século XIII ao século XIX. No começo dos anos 1890, virou um point do teatro e dos espetáculos musicais. Hoje, dizem os tradicionalistas, está tudo decadente, sem os grandes palácios e o glamour. A Margem acabou, virou domínio popular.

E, ainda assim, quanta beleza. Quantos prédios históricos bonitos, quantas lojinhas charmosas, quantos pubs tradicionais e quantas igrejinhas interessantes. Aí eu fico pensando: Se é pra ser decadente, que seja assim, em grande estilo...

Um comentário:

Analu. disse...

Adorei. Decadência em grande estilo. Mas sabe, é assim q também se encontra muitos casarões do tempo do império por aqui, em especial para quem vagueia nas cidades de Minas Gerais. Antes as pessoas tinhas muito mais bom gosto. fazendo coisas que agradavam olhos e ouvidos...Parece que o tempo vai passando e as pessoas perdendo essa noção...de um pingo de elegância. É só reparar no que se é divulgado pela mídia, construído ou publicado...Mesmo assim, espero que o "Glamur" continue lutando para sobreviver. =D